sexta-feira, 30 de setembro de 2011

A " mala preta" está rodando...

É fato! A gente sabe que precisa mudar as coisas, mas, a dificuldade é enorme! Principalmente porque lidamos com velhas raposas, cheias de artimanhas... Pós-graduados em maracutaias, são de uma habilidade ímpar! Em Monlevade "as peças" estão movendo há uma velocidade que chega dar um nó em nossas mentes.  Além de terem  um grande poder de fogo, eles sempre têm uma cartinha debaixo da manga pronta para dar o trunfo! E aí fica questão: será que é o povo quem  corrompe os políticos, ou o político quem  corrompe o povo?

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

"Tem um 38 guardado para você lá em casa!"

Depois da morte da juíza Patrícia Acioli, o povo entrou numas de MÊDA! Ontem uma conhecida minha falou que recebeu uma suposta ameaça de um colega de trabalho! " Tem um 38 guardado para você lá em casa!Ora bolas, ela confundiu com a cor da chita! Vindo de quem veio, o 38 no qual ele se referia é este da foto!

Quem visita as cantinas das escolas, em?

O acesso à alimentação é um direito humano em si mesmo, na medida em que a alimentação constitui-se no próprio direito à vida. “Negar esse direito é, antes de qualquer coisa, negar a primeira condição para a cidadania, que é a própria vida”. (Relatório do Brasil para a Cúpula Mundial de Alimentação, 1994).
Sabemos, embora não funcione na prática, que Educação e saúde constituem dois direitos inalienáveis de todo ser humano. Para muitas crianças, a merenda escolar assume um papel relevante, na medida em que constitui a única refeição do dia. Porém, de nada adianta oferecer alimento se este constituir fonte de doença. Para cumprir a obrigatoriedade de servir a merenda, a maioria das escolas, criam  espaços a base do improviso, pois nas plantas originais, dependendo da escola, não foram previstas cozinhas, e mesmo que os mantimentos/insumos sejam, convenientemente, estocados são inúmeras as falhas que podem ser detectadas nas unidades, tais como: aeração, iluminação, proteção contra pragas e mesmo disponibilidade de prateleiras para arrumação e separação dos produtos. Por outro lado, poucas escolas contam com  nutricionistas e o pessoal encarregado da preparação e distribuição das refeições para os escolares não é submetido a qualquer tipo de capacitação. Pelo sim, pelo não, aí está a quem possa interessar:http://www.twiki.ufba.br/twiki/pub/Nutricao/Anexo/manual_para_forma%E7%E3o_de_preparadores_da_alimenta%E7%E3o_do_escolar_em_alimenta%E7%E3o_saud%E1vel.pdf

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Até quando tragédias movidas por rebites?!...

"Junto com o pagamento do frete dele vinha uma cartela de rebite (anfetamina usada como estimulante por motoristas para inibir o sono)... O meu cunhado chegava a dar cinco viagens, enquanto os outros davam três... Quando ele parava, dormia dois dias seguidos”, ouvi isto hoje de um conhecido meu que lia a manchete do Bom Dia falando sobre o acidente que ocorreu na BR 262,  próximo ao Prata. Que por sinal, assemelha-se com aquele que  ocorreu em São Paulo há aproximadamente uma semana atrás, onde uma carreta atropelou seis trabalhadores que faziam o recapeamento da pista norte da rodovia Anhanguera, no km 303, em Ribeirão Preto, onde  cinco morreram no local:http://eptv.globo.com/ribeiraopreto/noticias/NOT,2,2,369655,Motorista+admite+uso+de+rebite+e+e+preso+apos+cinco+mortes+Ribeirao+Preto.aspx
Não sei se o motorista da Cegonheira estava sob efeito da  droga, como o caso citado, mas uma coisa é certa: a pressão dos donos  de transportadoras sobre os caminhoneiros. O Brasil tem  milhões de caminhoneiros, e um terço deles pegam a estrada todos os dias tendo às mãos mais de 40 toneladas. Levam na carroceria 6% do Produto Interno Bruto do país, mas deixam no asfalto as marcas de uma tragédia expressa em números. Muitos dirigem  sob efeito de drogas lícitas ou ilícitas, recurso cada vez mais usado para fazer render a viagem para compensar o baixo preço do frete e o exíguo prazo de entrega. Como trecho é longo e o tempo escasso, eles acabam apelando para o rebite. Gostaria muito de saber se , aquele projeto de lei 2.660/96, do Executivo, que institui, para motoristas de caminhões e ônibus, o descanso mínimo de meia hora após cada quatro horas ao volante , já saiu do papel...

Votar ou não votar, eis a questão!

Tempos atrás eu era totalmente alheia às questões políticas. Para ser sincera o tema me causava asco. Era defensora do  voto facultativo,  porque achava o voto obrigatório (e ainda acho no sentido da imposição), um retrocesso democrático que só interessa aos mercadores da consciência, aos que denigrem a liberdade, valor maior do ser humano. O ato de votar deveria ser uma  escolha livre, a opção consciente por excelência. O eleitor iria a Seção Eleitoral para votar e não para anular seu voto ou votar em branco.
Hoje, porém, vejo a situação sob um outro foco. Cheguei à conclusão que a aversão da população em relação à política é o que vem promovendo os maus políticos. Quando as pessoas que pensam (as que têm a consciência das obrigações que um detentor de mandato tem em relação ao povo) jogam a toalha, tornam ainda mais vulneráveis aqueles eleitores que, por falta de políticas públicas que garantam a qualidade de vida aos mesmos, trocam seus votos por vinténs.
Meu amigo blogueiro, Fernando Garcia, vive batendo na tecla da EDUCAÇÃO e o caminho é este mesmo! Não se pode cobrar de um povo sem conhecimento, sem acesso a informação sobre o que fazem os poderes executivo, legislativo e judiciário e principalmente como ter acesso aos mesmos (assunto que deveria constar como disciplina nas escolas).
Concluindo, acho que o voto facultativo no cenário atual é perigoso! Porque infelizmente a população não sabe fazer o uso correto da democracia!

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Lote na lua!

Uma fonte me contou que tem gente prometendo mundos e fundos para conseguirem filiados em “seus” partidos políticos. De olho numa cadeira, eles iludem os "pobres" com promessas mirabolantes, criam uma matemática às avessas, onde todos nós sabemos que os números só irão favorecer uma minoria e o resultado é sempre o mesmo. Usam as esperanças dos bobos, tornando-os cabos eleitorais de luxo! Aliás, por falar em promessas, em se tratando de "política porca", ouve-se de tudo: aposentadoria, emprego, asfalto, ponte e por aí vai...
Agora, tem o outro lado da coisa; há quem está aguardando a visita dos marreteiros, principalmente naqueles bairros só lembrados em anos eleitorais, com cachorro e pedra, porque, segundo os mesmos, ovos e tomates não devem ser jogados fora!

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Os vereadores não querem largar o osso!

O sistema eleitoral brasileiro  precisa ser repensado!A reeleição, por mais de dois mandatos para cargos eletivos, sob o meu ponto de vista, além de improdutiva é  injusta com os adversários. Ora, quem entra numa disputa eleitoral no comando, tem muito mais influências para serem  usadas contra os adversários e dificilmente é derrotado. No caso de Monlevade, por exemplo, dentro dos meus cálculos, devem sobrar três vagas a serem disputadas para o cargo de vereador. Que democracia é esta? Novos vereadores  ajudaria na renovação de ideias. Eles acabam fazendo carreira  no serviço público sem  concurso e mérito!E o pior  é que o povo que os reelegem  não acorda para o fato!

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Eu prometi, mas não marquei data, nem dia, nem hora”!!!

Este deveria ser o discurso da maioria dos prefeitos e prefeitas espalhados Brasil a fora. Eles passam a gestão inteira dizendo que o município está sem dinheiro, que não existe verba para saúde, para educação, para o transporte e muitas outras necessidades públicas, mas surpreendentemente no penúltimo ano de mandato aparecem verbas para várias obras nas cidades. Acontece que, visando uma possível reeleição, alguns chefes de Executivo acumulam verbas durante 3/4 do mandato para gastá-la espertamente no último ano, passando para o eleitor menos observador a impressão de que o volume de obras em execução fez parte de toda a sua administração.
Monlevade não foge disto. Corrijam-me caso esteja errada, aconteceu na gestão do Laércio, do Moreira e agora do Prandini. A cidade fica num alvoroço só! A cidade vira um “canteiro de obras”, a gente começa a ver pessoas trabalhando em vários pontos da cidade. Não que isto seja ruim, ao contrário, trás uma satisfação, uma sensação de “casa arrumada”. O que eu acho errado é o retardo destas obras! Porque fazer acontecer somente quando estão perto de terminar o mandato? Até quando a gente vai continuar esperar as coisas acontecerem no último minuto da prorrogação?

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Coisas inquietantes em torno do 11!

Foi aprovado ontem na Câmara: Monlevade a partir de 2013 terá 11 vereadores compondo a casa. Dando uma "sondada" na NET, achei algumas coisas bem curiosas e até intrigantes sobre o número. Não sou supersticiosa e não faço uso de numerologia, mas, tenho que confessar que fiquei meio impressionada!
De acordo com David Bay, pesquisador cristão de temas ligados ao ocultismo e à Nova Ordem Mundial e autor do site The Cuting Edge, alguns dos principais números venerados pelos ocultistas são: 3 – 6 – 9 – 11 – 13. Os ocultistas veneram os números porque acreditam que por trás deles existe um poder místico ou mesmo mágico. Seria o mesmo que dizer que “nos números estejam depositados os segredos do universo” (Elizabeth Van Buren). Por isso, quando desejam obter sucesso na realização de algum evento, o fazem associando, de alguma forma, o tal evento a um número com significado ocultista. E tendo o número ocultista sido usado em algum evento, sua presença acaba servindo como uma “assinatura” para sinalizar aos demais ocultistas do mundo seu envolvimento naquele evento. Seguem alguns exemplos:
11 de setembro = Torres Gêmeas | 11 de janeiro = Terremoto no Haiti | 11 de Março = Terremoto no Japão. Estranho, não?E agora o inquietante...
1) As vítimas totais que faleceram nos aviões são 254: 2+5+4 = 11.

2) O dia 11 de Setembro é o dia número 254 do ano: 2+5+4 = 11.

3) A partir do 11 de Setembro sobram 111 dias até ao fim de um ano.

4) O famoso Nostradamus (11 letras) profetiza a destruição de Nova Iorque na Centúria número 11 dos seus versos…

Mas o mais chocante de tudo é que se pensarmos nas torres gemeas, damo-nos conta que tinham a forma de um gigantesco número 11.

E como se não bastasse, o atentado de Madrid aconteceu no dia 11/03/2004, que somando dá: 1+1+3+2+4 = 11!!

E se esqueceram que o atentado de Madrid aconteceu 911 dias depois do de New York, que somando os numerais 9+1+1=11!!!!
  Dentro da Bíblia também há evidências, leia em: http://www.assuntospolemicosdabiblia.com/artigos/o-enigmatico-e-profetico-numero-11/

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Tudo de novo de novo!


Fiquei sabendo que certo grupo político  de Monlevade já montou a estratégia de vitória para as eleições Municipais de 2012. Segundo a fonte, o tal grupo fez um levantamento e localizou 7500 mil famílias de baixa renda em Monlevade, as quais inclusive já estão recebendo assistência. Como são bonzinhos!  O interessante é que eles têm acesso às estas informações só em véspera de campanha não é mesmo? A matemática é simples e coerente: 7500 vezes duas pessoas por família = 15.000 votos e possivelmente um novo prefeito para Monlevade. Porque logicamente, no tempo certo eles começaram a “cobrar” a delicadeza!
O exercício do voto é um ato de cidadania. Infelizmente, a compra de voto ainda é uma realidade nas eleições brasileiras. As eleições são caracterizadas por uma intensa negociação de bens materiais, favores administrativos, e promessa de cargos. Sendo uma prática antiga, ela ocorre dentro de determinados padrões recorrentes. Pode ser organizada por integrantes da própria máquina de campanha do candidato (distribuição de cestas e bens pelo candidato), por correligionários independentes que, com recursos próprios ou de terceiros, conseguem comprar votos para um candidato (por exemplo, médicos que dão atendimento gratuito) ou por cabos eleitorais, que profissionalizaram a negociação dos votos.
Embora, ouçamos o bordão: "O povo tem o governo que merece" e de sabermos que a corrupção eleitoral incide exclusivamente sobre a população de baixa renda e de baixo nível de escolaridade, como podemos criticar a atitude de uma população carente de todos os tipos de recursos?Que jamais foi e será instruída à democracia? Para nós, reclusos do conforto fica fácil apontar o dedo. Se quisermos mudar a matemática da gestão politiqueira é hora de partirmos para a luta e começar nós mesmos, de forma voluntária abrir os olhos deste povo.

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Aliado ou inimigo?

Nós podemos escolher como enxergamos o próximo: como nosso aliado ou como inimigo.No meio profissional e principalmente,  no campo político sempre haverá alguém disposto a lhe dar o "bote". E na maioria das vezes, o perigo vem de onde a gente menos espera!
É preciso agir de forma consciente no sentido de rebater as ameaças e aproveitar as oportunidades que surgem. O maior erro consiste em "Bater de frente" insistentemente contra o inimigo. Saia da "arena" e busque visualizar o cenário que está vivenciando de um ângulo superior. Isso lhe trará alternativas para contornar a situação.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

domingo, 18 de setembro de 2011

Quebrando o Tabu (2011) | Trailer Oficial

A questão da liberação das drogas é um tema prá lá de polêmico...Autoridades e pessoas famosas se manifestam favorável à liberação por acharem que haverá um controle maior sobre o tráfico. Porém, a experiência de liberação das drogas não levou à redução da criminalidade em países que adotaram a medida. o certo é que, o balanço entre prós e contras ainda não tornou possível chegar a um veredicto a respeito.

.

sábado, 17 de setembro de 2011

Suicida em potencial

O significado da  palavra suicídio é: morte de si mesmo. Parece simples de ser entendido,mas, quando começamos a refletir sobre as maneiras e mecanismos como as pessoas podem matar-se ou contribuir para sua própria morte, percebemos que a palavra suicida é muito mais ampla do que podemos alcançar. Por exemplo, uma pessoa que fuma demasiadamente, mesmo sabendo que possui problemas pulmonares e cardíacos, conseqüências do fumo, que sabe que se não parar morrerá em pouco tempo. E geralmente não pára de fumar ou não consegue. É evidente que está contribuindo para sua própria morte. O mesmo vale para os alcoólatras, o viciado em drogas e mesmo para quem insiste em ingerir alimentos que lhe farão mal. 
Outros, gostam de adrenalina! Vivem perigosamente mesmo sabendo dos riscos que correm como os
 corredores de automóveis, alpinistas, praticantes de esportes radicais e luta livre.
Já outras, vivem à " caça de problemas"! Gostam de cultivar inimizades ! Vá dizer que o que fazem não beira o suicídio?! Agora há casos onde o problema é de ordem emocional ou espiritual, porque tenho comigo que, quem crê em Deus não pratica o suicídio! Então para não ser surpreendido por um ente querido ou amigo numa situação destas, é bom dá uma lida no que segue:


Como identificar um suicida em potencial


  1. Observar se a pessoa tem sintoma de :
    1. Depressão: Tristeza constante, ansiedade, insônia, perda de apetite, pessimismo, dificuldade de se concentrar.
    2. Falta de perspectiva: O que é diferente de uma tristeza temporária.
  2. Ficar atento a fatos importantes da vida da pessoa. Grandes perdas ou mudanças podem precipitar uma tentativa ao suicídio.
  3. Verificar se a pessoa já tentou se matar antes. Estas pessoas têm maior tendência a repetir a tentativa.
  4. Ficar atento para anúncios espontâneos de suicídio.
  5. Falar claramente sobre o tema. Pergunte diretamente se a pessoa pensa em se matar.

O que fazer se parente ou amigo quiser se matar


  1. Ofereça ajuda médica ou psiquiátrica. Se necessário, leve-a mesmo a contragosto.
  2. Mantenha-a longe de armas de fogo, objetos cortantes, remédios como calmantes e de lugares altos.
  3. Converse sobre a situação que ela vive. Lembre-se de que a depressão tem cura e é passageira, com tratamento adequado ela acaba em duas ou três semanas. Para a pessoa deprimida, entretanto, a sensação é de que jamais haverá solução.
  4. Nem a deixe sozinha, nem durante a noite. Além de ter seus atos vigiados, ela se sentirá querida e estimulada.
  5. Trate o tema com clareza e sem preconceitos.

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Putz! Peço Paciência!

Pedro Paulo Pereira Pinto, pequeno pintor portugues, pintava portas, paredes, portais. Porem, pediu para parar porque preferiu pintar panfletos...
Partindo para Piracicaba, pintou prateleiras para poder progredir. Posteriormente, partiu para Pirapora. Pernoitando, prosseguiu para Paranavai, pois pretendia praticar pinturas para pessoas pobres.
Porem, pouco praticou, porque Padre Paulo pediu para pintar panelas, porem posteriormente pintou pratos para poder pagar promessas. Palido, porem personalizado, preferiu partir para Portugal para pedir permissao para papai para permanecer praticando pinturas, preferindo, portanto, Paris.
Partindo para Paris, passou pelos Pirineus, pois pretendia pinta-los. Pareciam placidos, porem, pesaroso, percebeu penhascos pedregosos, preferindo pinta-los parcialmente, pois perigosas pedras pareciam precipitar-se principalmente pelo Pico, porque pastores passavam pelas picadas para pedir pousada, provocando provavelmente pequenas perfuracoes, pois, pelo passo percorriam, permanentemente, possantes potrancas.
Pisando Paris, pediu permissao para pintar palacios pomposos, procurando pontos pitorescos, pois, para pintar pobreza, precisaria percorrer pontos perigosos, pestilentos, perniciosos, preferindo Pedro Paulo precaver-se. Profundas privacoes passou Pedro Paulo.
Pensava poder prosseguir pintando, porem, pretas previsoes passavam pelo pensamento, provocando profundos pesares, principalmente por pretender partir prontamente para Portugal. Povo previdente! Pensava Pedro Paulo...
Preciso partir para Portugal porque pedem para prestigiarem patricios, pintando principais portos portugueses. - Paris! Paris! Proferiu Pedro Paulo. - Parto, porem penso pinta-la permanentemente, pois pretendo progredir.
Pisando Portugal, Pedro Paulo procurou pelos pais, porem, Papai Procopio partira para Provincia. Pedindo provisoes, partiu prontamente, pois precisava pedir permissao para Papai Procopio para prosseguir praticando pinturas. Profundamente palido, perfez percurso percorrido pelo pai. Pedindo permissao, penetrou pelo porto principal. Porem, Papai Procopio puxando-o pelo pescoo proferiu:
- Pediste permissao para praticar pintura, porem, praticando, pintas pior. Primo Pinduca pintou perfeitamente prima Petunia. Porque pintas porcarias? - Papai, proferiu Pedro Paulo, pinto porque permitiste, porem preferindo,poderei procurar profissao propria para poder provar perseveranca, pois pretendo permanecer por Portugal. Pegando Pedro Paulo pelo pulso, penetrou pelo patamar, procurando pelos pertences, partiu prontamente, pois pretendia por Pedro Paulo para praticar profissao perfeita: pedreiro! Passando pela ponte precisaram pescar para poderem prosseguir peregrinando. Primeiro, pegaram peixes pequenos, porem, passando pouco prazo, pegaram pacus, piaparas, pirarucus. Partindo pela picada proxima, pois pretendiam pernoitar pertinho, para procurar primo Pericles primeiro.
Pisando por pedras pontudas, Papai Procopio procurou Pericles, primo proximo, pedreiro profissional perfeito. Poucas palavras proferiram, porem prometeu pagar pequena parcela para Pericles profissionalizar Pedro Paulo. Primeiramente Pedro Paulo pegava pedras, porem, Pericles pediu-lhe para pintar predios, pois precisava pagar pintores praticos. Particularmente Pedro Paulo preferia pintar predios. Pereceu pintando predios para Pericles, pois precipitou-se pelas paredes pintadas. Pobre Pedro Paulo, pereceu pintando...". Permita-me, pois, pedir perdao pela paciencia, pois pretendo parar para pensar... Para parar preciso pensar. Pensei. Portanto, pronto parei. 

Tudo podemos naquele que nos fortalece!

"Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder a cidade edificada sobre um monte; nem se acende uma candeia para colocá-la debaixo do alqueire, mas no velador, e alumia a todos os que se encontram na casa" - (Mateus, cap. 5 - 14 e 15).
No meu  entender organização e dedicação são valores essenciais a qualquer pessoa.O ser humano carrega consigo variadas potencialidades, presenteadas por Deus,  que, em contato com o meio adequado, desencadeiam o desejo em realizar ou empreender. A motivação é acionada através desta combinação entre a predisposição e a adequação do meio em que se vive (indiferente de denominações).

 Resumindo , se queremos algo de melhor para o mundo, temos que sermos pessoas melhores!  Regaçar as mangas e ir à luta!  Afinal:  “A responsabilidade pessoal – pela própria vida, e social – pela justiça, pela paz e pela ordem moral do próprio ambiente e da sociedade caracterizam o homem que tem consciência do sentido da vida”(palavras de João Paulo II). Veja mais fotos aqui: https://picasaweb.google.com/araujoalo/DESFILEDAIGREJAASSEMBLEIADEDEUS?authuser=0&authkey=Gv1sRgCK_H6svZie-T7AE&feat=directlink

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

"Atirou no que viu e acertou no que não viu".

“Você tem quatro mandados e até hoje não apresentou nada também e agora vem criticar?” (palavras do presidente da câmara, pastor Carlinhos, dirigidas ao vereador Sinval). O pastor Carlinhos foi muito feliz em sua fala quando cita a quantidade de anos que o vereador está atuando na câmara, sem apresentar projetos expressivos para a sociedade. Porém não é somente ele! Uma das funções do vereador é representar a sociedade que o elegeu. Há vereadores que, erroneamente vivem na base  do “tudo posso”, sentem-se detentores do poder! Outros preferem uma política assistencialista, na base da cesta básica, dos favores, dos remedinhos e por aí vai... Podem observar, é só aproximar uma eleição que o exercício da democracia na câmara começa a aflorar. Todos começam a querer “mostrar serviço”.
Agora quem é o culpado?  São os  eleitores que não votar ! Escolhem  ou reelegem seus  candidatos sem verificar o que ele fazem  pela sociedade; se quer visitam uma sessão na Câmara para se interarem dos projetos que eles apresentam! E depois choram sobre o  leite derramado!

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

A política Cabo de guerra


Esta é a situação do povo!
As rixas e picuinhas existem e sempre irão existir. O único problema é quando as mesmas interferem nas vidas das pessoas. Um exemplo, as guerras. Quando eu era criança não entendia o porquê das guerras (e até hoje, no fundo, ainda não entendo). Ora, na minha filosofia infantil, achava que eram os  presidentes que deveriam brigar; a exemplo do que acontecia com os garotos na escola; e não pais de família e filhos, que, na maioria das vezes,  não retornavam para casa. Infelizmente, no cenário político quase não  se discute projetos para a sociedade; o que vemos é um "cabo de guerra"; onde o objetivo é puxar o grupo oponente; de preferência derrubá-lo. Neste jogo o povo representa a corda. Somos levados de um lado a outro, até que o mais “forte” derrube o adversário .Vivemos a política rasteira de difamação, poucos apresentam solução para as coisas; no fundo o que prevalece é , a vaidade, o desejo de  ganhar o poder na marra ou satisfazer do ego. Infelizmente, no frigir dos ovos, são pouco que  pensam de fato no futuro da cidade.

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Erro de cálculo de Kapissoba!






Me engana que eu gosto!


É fato que o aumento de parlamentares não acarretará no aumento do orçamento da Câmara, no que diz respeito aos salários dos mesmos, pois o índice de repasse feito pela prefeitura continuará o mesmo. Ou seja, ao contrário do que muitos pensam o salário deles poderá até ser reduzido.
É fato também que,  o número maior de cadeiras disponíveis traria maior democratização no poder legislativo, que passaria a contemplar mais segmentos da sociedade e seria mais difícil para o executivo “manipular" as decisões da Câmara. Podemos sim, é renovar um pouco a qualidade dos quadros atuais.
De forma prática e legal, ampliar o número de vereador aumenta a participação democrática, dificulta o controle do poder executivo sobre o legislativo, possibilita uma maior fiscalização e não aumenta os custos com a Câmara de Vereadores. Se for realmente para reduzir custos, isso se dá com a redução no percentual da receita destinado ao poder legislativo, jamais pelo número de legisladores. Esse deve ser o foco da questão e da pressão pela moralidade pública. Além do mais, a própria  Constituição Federal prevê esse número de cadeiras (15) nas câmaras municipais de cidades entre 50 mil e 70 mil habitantes. Ora, se nossos vereadores estão tão preocupados com o aumento das despesas, porque então não criar um projeto de lei  buscando  redimensionar a Câmara Municipal, porém congelando os salários, reduzindo as verbas e diminuindo o número de assessorias?

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Alguém pede socorro!

O horizonte visto da Serra do Seara...
















A vegetação no alto da Serra...























E a  luta pela vida....

Jovens alcoólatras

Dados mostram que 40% dos adolescentes e 16% dos adultos que procuram tratamento experimentaram bebida alcoólica antes dos 11 anos. A venda de bebidas para menores de 18 anos é crime. Mas, quem fiscaliza a venda? Nunca presenciei algum comércio pedindo identidade de algum jovem antes de vender o produto.O que falta é a competência  do nosso governo que cria leis, regulamentam mas não fiscalizam.

sábado, 10 de setembro de 2011

Prá matar a saudade e dar risadas, é claro!


O primeiro passo é a iniciativa!

Eu e uma turminha estivemos visitando uma ONG em Belo Horizonte. Posso dizer que fiquei encantada! Primeiro, pela simplicidade e acolhida das pessoas que nela trabalham (voluntários) e depois pelos serviços que ela presta a comunidade. São vários cursos profissionalizantes gratuitos , além do inglês,  alfabetização de Jovens e Adultos, Pré-ENEM, dentre outros. Outro fato que me chamou a atenção foi a prestação de serviços estéticos à população como:corte de cabelo, escova, manicure e pedicure, maquiagem e outros serviços;e o Juizado de Conciliação.Confesso que quando vi a mulherada passando pela transformação na base do 0800 senti uma vontade tremenda de perguntar: Será que eu posso também? http://www.ongvalorizar.org.br

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Quem quer, faz! Sete de Setembro com desfile da Assembléia de Deus

A Secretaria Municipal de Educação de Monlevade já havia informado que não haveria o tradicional desfile de Sete de Setembro em Monlevade neste ano em virtude da greve. Mas, ontem fiquei sabendo que a igreja Assembleia de Deus João Monlevade, destaque nas comemorações cívicas do 7 de setembro nos anos em que participou, fará seu tradicional desfile mesmo assim.Vale a pena prestigiá-los, porque além de ser  um dos maiores blocos que desfila há mais de 10 anos com cerca de 400 pessoas, demonstra a organização e o civismo do Ministério.

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

O "bandido"que virou mocinho...


Quem não se lembra do mineirinho Elisson, apelidado de "bêbado de pijamas", "bêbado risadinha", preso várias vezes por provocar acidentes dirigindo embriagado?!No dia 1º deste, ele novamente foi destaque , chamando a atenção da mídia, porém de uma forma positiva, ele foi voluntário em uma campanha de conscientização realizada em frente a bares no Prado, na região Oeste de Belo Horizonte. Leia  a matéria http://www.portallavras.com.br/bebi-bebi-bebi-agora-e-goroto-propaganda-da-lei-seca-em-mg/
 




sábado, 3 de setembro de 2011

Parece não existir lei para caloteiros!

Vendo uma reportagem sobre o  Sérgio Naya que morreu sem pagar o que devia, lembrei-me de alguns caloteiros espalhados por Monlevade. Como trabalhei em comércio falo com conhecimento de causa. Lembro-me de um fato ocorrido e este merece destaque: Há oito anos atrás, estávamos eu, grávida de meu caçula, meu marido e meu outro filho, que na época tinha 3 anos, dentro do nosso carro; quando um veículo bateu na nossa traseira. Foi um susto tremendo, mas graças à  Deus, sem vítimas. Porém, a parte traseira de nosso carro ficou bem danificada. O ocorrido foi na Avenida Wilson Alvarenga e o condutor do tal veículo dirigia com um braço engessado. Quando meu marido foi abordá-lo verificou que havia uma criança que chorava muito devido ao susto. Mesmo, relatando que havia saído do clube da cerveja ás pressas para  buscar a carteira que havia esquecido em casa e  distraiu-se ao volante, meu marido confiou no sujeito (que afirmou que pagaria as despesas) e não chamou a polícia por causa do filho dele, que tinha a mesma idade do nosso e estava descontrolado. Meu marido consertou o carro e ligou várias vezes para o sujeito que ficou naquela de "vou passar aí". Cansado, depois de seis meses de insistência, passou a incumbência a mim. Liguei, a esposa atendeu e foi logo perguntando o assunto. Quando comecei a relatar o ocorrido, a mesma começou a dar piti, alegando que estava grávida e que poderia perder o filho. Como não tenho trava na língua retruquei: “Quando seu marido bêbado e engessado bateu no nosso carro eu também estava grávida!” Dei o caso por encerrado e ficamos no prejuízo. Mas nada como um dia atrás do outro! Mentira tem perna curta! O que a mulher do sujeito não contava é que eu a conhecia. Um ano se passou e por coincidência nossos filhos vieram a estudar na mesma escola e eram colegas de sala. Numa reunião de pais, sentei ao lado dela com meu bebê no colo e perguntei pelo dela. Tamanha foi minha surpresa com a resposta: “O meu caçula é o que estuda com o seu filho, tenho outro, mas é mais velho!”. Então indaguei: Mas você não estava grávida há um ano atrás? “EU? Meu marido é vasectomizado.", respondeu a gargalhadas. E eu lógico não me contive: Pois então sua mentirosa, no dia que o caloteiro e irresponsável do seu marido bateu na traseira do nosso carro, eu sim, poderia ter perdido o meu filho, este que está aqui no meu colo! A distinta se levantou e até hoje se esquiva de mim!  

sexta-feira, 2 de setembro de 2011