terça-feira, 10 de abril de 2012

A sabedoria de um anônimo!

Nós monlevadenses estamos de pés e mãos atadas. Nunca tivemos um governo que pensasse em um futuro melhor para a nossa cidade. Nunca!!! Nenhum prefeito desta cidade procurou dar incentivos, buscar grandes empresas, criar um polo industrial... tudo só fica na promessa, na imaginação. Os monlevadenses deveriam dar um basta na próxima eleição. Mostrar a eles que não somos trouxas. Não votar em ninguém, porque todos aqui são farinha do mesmo saco. A cidade parou no tempo. Não temos nada aqui no qual devemos nos orgulhar. Não temos um político verdadeiro, aquele que é político por ter ideais. Todos eles são oportunistas. O PT tudo que ele pregava, antes de ser um partido reconhecido, foi por água abaixo. Agora o que predomina é o capitalismo, fazer muito pouco ou nada e ganhar muito. Acabou o idealismo. Virou uma fábrica de emprego de pessoas desqualificadas e incompetentes que só pensam em olhar para o próprio umbigo. PV nem se fala. Neste governo por exemplo o que mais foi detonado em Monlevade foram as áreas verdes, loteamentos liberados por troca de votos. E o povo que se ferre!
Na nossa cidade o cara foi presidente de um sindicato e se acha no direito de ser candidato a administrar a nossa cidade, o cara é pastor de uma igreja e se julga competente para ser um político da cidade, o cara administra um hospital e é aclamado como se fosse o salvador da pátria, um outro fala asneiras na rádio o dia inteiro, com mais de 30 processos na justiça e é adorado pela maioria. O povo simplesmente inverteu os valores. O errado é o certo, e o certo é errado.
João Monlevade é mesmo uma terra de ninguém, ou melhor dizendo, a terra do nunca. Tudo aqui não vai pra frente, tudo aqui termina mesmo antes de começar. Sou morador desta cidade por muitos anos, mas pra ser sincero, não boto fé em mais nada. Não voto em ninguém. E pelo rumo que as coisas estão indo (política) não teremos opção alguma em 03 de outubro.
Vocês vão ter que definir em "o menos pior" para ser prefeito de nossa cidade e deixar que mais um ser humano sugue o pouco do que ainda resta desta cidade.

3 comentários:

Leão de Chácara disse...

Eu não diria sabedoria...Tudo isso é o óbvio em parte. Mas, daí a não votar em ninguém, qual estará sendo a sua contribuição como cidadão? Um dia eu li uma crônica de Dom Hélder Câmara, quando era presidente da CNBB, que dizia mais ou menos assim: "Se você acha que política é coisa "suja" entre nela e varra toda a sujeira ..." Mas, você, anônimo, já está no meio do caminho; está denunciando!

Eliane Araujo disse...

Primeiramente, obrigada Afonso pela participação. Entendo perfeitamente a indignação do anônimo. Quando votamos em alguém, de certa forma, direcionamos todos os nossos sonhos, as nossas expectativas, para aquela determinada pessoa ou grupo. E a decepção é um sentimento que nos torna desesperançoso. O voto é deveras importante, mas antes de tudo, o cidadão precisa estar motivado a votar! E sem a moralização da política, fica muito difícil convencermos eleitores, como o anônimo em questão, sobre a importância do voto. Abraços.

Anônimo disse...

Concordo plenamente com vc Afonso. O voto é com certeza uma das formas mais democráticas de nos expressarmos como cidadãos.
Mas estamos vivendo um momento político (que já dura mais de 10 anos)em que a cidade está estagnada, simplesmente parou no tempo. E todos os anos de eleição são os mesmos que candidatam, até nisto a cidade parou no tempo. A decepção é grande e a incerteza que dias melhores virão é muito grande.
Veja a satisfação dos eleitores no dia 03 de outubro estar podendo exercer sua cidadania, decidam:
Para Prefeito Vote:
Prandini, Gentil ou Carlos Moreira
Para Vereador
Pastor Carlinhos, Zé Lascado, Sinval, Belmar, Dulcinéia, Zezinho Despachante.
Tá vendo meu amigo? A coisa tá é preta. Abraços a você!

Postar um comentário

Respeite a opinião dos outros leitores. Comentários com "palavrões", que denigrem a imagem das pessoas, ou de cunho religioso não serão aceitos. Todos os comentários postados neste blog são de responsabilidade dos internautas e poderão ser postados em matérias. Ao fazer um comentário, você concorda e aceita as regras acima.