sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Escolas e professores brasileiros toleram demais a indisciplina em sala de aula. Você concorda?

Nem bem as aulas começaram e a “jiripoca” já está piando em uma escola perto de onde moro. E, neste ano em especial, todos os turnos estão dando trabalho. Problema generalizado, segundo uma matéria que encontrei na rede.  

“Estudo divulgado pelo Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa, na sigla em inglês) no ano passado revela que as salas de aula brasileiras são mais indisciplinadas do que a média de 66 países avaliados”. O levantamento baseou-se em dados colhidos em 2009 pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) a partir de entrevistas com os próprios estudantes. A chamada bagunça em sala de aula continua sendo um desafio para os professores e para as escolas. Por motivos diversos, que vão da permissividade do ambiente escolar à falta de respaldo para os mestres, passando por deformações na educação familiar, a indisciplina pode ser apontada como um fator importante do fracasso e do mau desempenho dos estudantes brasileiros. Embora as causas sejam diversas e difusas, elas podem ser atacadas, pois a criação de um ambiente positivo para o aprendizado depende fundamentalmente da relação estabelecida entre alunos e professores. Mesmo num ambiente liberal e democrático, a autoridade do professor continua sendo indispensável para garantir a todos o direito de aprender. A liberdade e a descontração costumam serem estímulos poderosos para a criatividade, mas não podem ser confundidas com a bagunça tolerada, porque esta atrapalha, desagrega e atrasa.

Bom, em minha opinião, o que está faltando é a educação de base, no seio familiar. Não cabe à escola cumprir o papel dos pais, que muitas vezes, são coniventes aos atos dos filhos. Ficando desta forma, o educador sujeito a processos por tentarem garantir a ordem.


2 comentários:

Anônimo disse...

Boa tarde

Trabalho numa escola municipal do RJ e sei bem o que é indisciplina em sala. Alunos sem qualquer compromisso com os estudos e direções omissas e coniventes com a indisciplina. Na minha escola , então , nada fazem de concreto , só gritam com os alunos...
Gabriel

Eliane Araujo disse...

Gabriel, infelizmente este é o retrato da educação no país!Cria-se um ciclo vicioso: Jovens mal educados e consequentemente, pais mal educados,mal preparados para educarem seus filhos. Enquanto não houver investimentos na área da educação e um maior rigor nas leis, ficará difícil vermos alguma luz no fim do túnel! Abraços.

Postar um comentário

Respeite a opinião dos outros leitores. Comentários com "palavrões", que denigrem a imagem das pessoas, ou de cunho religioso não serão aceitos. Todos os comentários postados neste blog são de responsabilidade dos internautas e poderão ser postados em matérias. Ao fazer um comentário, você concorda e aceita as regras acima.