terça-feira, 20 de março de 2012

Onde está a polícia?

Monlevade tornou-se um canteiro de obras. Nem a notícia do cancelamento da duplicação da Arcellor serviu de empecilho para o mercado imobiliário e a construção civil. Porém, a matemática é simples: mais riqueza em circulação, maior atratividade para o crime, com o sistema despreparado para enfrentar isso.

Os índices de assaltos em Monlevade vêm aumentando gradativamente, sem que a própria população tome conta. É o efeito colateral da expansão de empregos e consumo aliado á falta de estrutura e de planejamento dos órgãos de segurança pública.

A Polícia Militar, mesmo em números satisfatórios, por si só, não é capaz de resolver todos os problemas de segurança pública no Município. Está na hora da administração Municipal acordar e começar uma ação conjunta visando medidas preventivas de assaltos e roubos na cidade.


3 comentários:

Unknown disse...

Olá. Por que não se propõe a criação de uma Gurada Municipal em Monlevade, treinada pela própria Policia Militar. Nos municípios onde há a GM, muitos benefícios são trazidos para a comunidade, pois exonera a Polícia Militar de trabalhos vinculados à prefeitura, como policiamento em praças, preservação de patrimônios públicos, etc, deixando a PM livre para seus trabalhos afins. Gostaria também de dizer que acredito que em seu texto, no último parágrafo, você quis dizer que a Polícia Militar não é "capaz", ao invés de incapaz. Um abraço! Jeancarlos.

Eliane Araujo disse...

Certinho! Já corrigi o erro; valeu pela observação, pelo comentário e pela visita. Abraços.

Anônimo disse...

É comum ouvirmos a frase:"Onde está a polícia", infelizmente nossos policiais são obrigados a desviar das suas atividades fins, como: ficar debaixo de semáfaros coibindo motoristas que não respeitam as leis de trânsito, cuidar das rodovias, inibir ações de vandalismos,correr atrás daqueles que insistem em beber e depois dirigir. Esta é uma realidade, se cada cidadão fosse um policial de sí mesmo no controle de suas ações certamente sobrariam policiais para dar-lhes mais segurança.

Postar um comentário

Respeite a opinião dos outros leitores. Comentários com "palavrões", que denigrem a imagem das pessoas, ou de cunho religioso não serão aceitos. Todos os comentários postados neste blog são de responsabilidade dos internautas e poderão ser postados em matérias. Ao fazer um comentário, você concorda e aceita as regras acima.